• Visitas: 678

Conferência |  20 de Abril na ESML 11h00

"Caminhos singulares por modernismos e pós-modernismos"
Nesta conferência, procurarei explicar e ilustrar com exemplos gravados o meu caminho como compositor, reflectindo sobre as questões estéticas e estilísticas que me têm preocupado ao longo deste percurso, bem como a minha investigação das mesmas como musicólogo, e a interacção entre estas duas actividades.

Encontro com alunos de composição | 20 e 21 de Abril
Aulas individuais

 

Ivan Moody - Nota Biográfica

Ivan Moody (n.1964), estudou música e teologia nas Universidades de Londres, Joensuu e York, onde se doutorou. Estudou composição com Brian Dennis, Sir John Tavener e William Brooks. A sua música tem sido executada e transmitida em todo o mundo, e gravada em etiquetas prestigiadas tais como Hyperion, ECM, Telarc, Warner Classics e Sony Classical. As suas obras maiores até hoje são a oratória Passion and Resurrection (1992), gravada em Hyperion (CDA 66999), o Akáthistos Hymn (1998), gravado por Cappella Romana em Gothic Records (CD 49210) e The Dormition of the Virgin (2003), ume encomenda da BBC. Outras obras significantes incluem o concerto para piano Linnunlaulu (2003), o concerto para contrabaixo The Morning Star (2003), Passione Popolare (2005), encomenda do Antidgoma Festival, Ravenna Sanctus, (2006) encomendado pelos Chanticleer e gravado em Warner Classics (R2 146364), Lacrime d’ambra (2006) para harpa e ensemble (encomendado pelo Grupo de Música Contemporânea de Lisboa, gravado em La Mà de Guido LMG 2115), Stabat Mater (2008), para coro e quarteto de cordas, encomenda do Oslo International Festival of Church Music, e Moons and Suns (2008), escrito para Ars Nova Copenhagen e o Raschèr Saxophone Quartet. Encomendas em anos recentes incluem Canti della Rosa (2008), para os King's Singers, o quarteto com piano Nocturne of Light (2009) para Paul Barnes e o Chiara Quartet, Birth of Leaves (2009) para bonang e ensemble, estreado por Elizabeth Davies e a OrchestrUtopica em Lisboa em Novembro 2009, Canticum Canticorum IV (2010) para o Seattle Pro Musica, Sub tuum praesidium (2010) para o Coro de Câmara Inglesa, e Simeron (2012), para Vox Luminis e o Goeyvaerts Trio, gravado em Julho 2013 para lançamento na etiqueta holandesa Challenge em Março 2014. Obras terminadas recentemente incluem Fioriture, para o pianista Paul Barnes, estreada em Fevereiro de 2014, e Qohelet, uma obra de grandes dimensões para o agrupamento italiano De Labyrintho, que será estreada e gravada em 2014. Actualmente trabalha em encomendas para a flautista Monika Streitová, os BBC Singers, o Festival de Música de Alcobaça e o St Romanos Cappella. Em Outubro 2014 será Artista Residente na Universidade de Biola, na Califórnia. Como maestro, tem trabalhado regularmente com vários coros e ensembles na Europa e nos EUA, incluindo o Kastalsky Chamber Choir (Londres), Capilla Peña Florida (Espanha), o coro da Catedral de S. Jorge, Novi Sad (Sérvia), o Coro de Câmara Ortodoxo da Universidade da Finlândia Oriental, Cappella Romana (EUA), e o Coro Odyssea (Lisboa). Tendo sido investigador integrado no CESEM – Universidade Nova de Lisboa, Ivan Moody é actualmente Professor de Música Sacra na Universidade da Finlândia Oriental. É também protopresbítero da Igreja Ortodoxa (Patriarcado Ecuménico de Constantinopla) e Presidente da International Society for Orthodox Church Music. Como musicólogo tem publicado artigos sobre questões da música sacra, sobre a música da Sérvia e da Bulgária, e sobre compositores contemporâneos como Górecki, Gubaidulina, Pärt, Schnittke e Tavener. O seu livro recém-terminado sobre o modernismo e a espiritualidade ortodoxa será publicado em 2014.