Acerca do processo de candidatura

 

 

Informações para efectuar a candidatura na Licenciatura em Música (Variantes de Composição, Direcção e Formação Musical e Execução).
Alerta-se que a variante de Jazz tem calendário específico e provas com um formato diferente.
Obs: Os conteúdos programáticos das Provas específicas e respetivos critérios de Avaliação são publicados de acordo com o calendário

Perguntas frequentes acerca dos diferentes regimes (não dispensa a consulta da legislação em vigor)

Quem pode concorrer à ESML no regime normal?

Podem apresentar-se ao concurso os candidatos que sejam titulares de curso do ensino secundário ou habilitação legalmente equivalente com aprovação, no exame nacional.

Tenho um curso superior, como poderei candidatar-me à licenciatura em Música?

Por Concurso Especial (Titulares de Cursos Superiores ou maiores de 23 anos, dependendo dos casos), nas datas do Concurso Local de Acesso ao curso pretendido, efetuando as provas necessárias desse concurso.

Quem pode concorrer no regime dos maiores de 23?

O Concurso Especial de Acesso ao Ensino Superior para Maiores de 23 anos permite o ingresso no Ensino Superior a todos aqueles que tenham completado 23 anos até 31 de Dezembro do ano que antecede a realização do mesmo.
Este regime contempla os candidatos ao ensino superior, maiores de 23 anos, independentemente das habilitações académicas de que são titulares, desde que não detenham a habilitação de acesso, devendo entender-se por habilitação de acesso, ser titular da habilitação académica do curso de ensino secundário ou equivalente e a realização de prova de capacidade, ou seja, o 12º ano ou equivalente, só por si, não pode ser considerado habilitação de acesso ao ensino superior

Poderei realizar a candidatura a um curso na ESML, não tendo o 12º ano e o Exame Nacional do Ensino Secundário?

Se tiver idade igual ou superior a 23 anos, poderá fazer as provas na nossa escola no concurso de provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos.

Interrompi os meus estudos de um curso de ensino superior. Que devo fazer para reingressar?

Podem requerer o reingresso os estudantes que tenham estado matriculados e inscritos no mesmo estabelecimento de ensino superior nacional no mesmo curso ou em curso que o tenha antecedido.
Para o efeito, deverá efectuar o requerimento de reingresso junto dos serviços académicos da instituição de ensino superior que frequentou.

Como posso efectuar transferência ou mudança de curso para uma instituição do ensino superior português?

Podem requerer a mudança de curso ou a transferência os estudantes que tenham estado inscritos e matriculados num curso superior num estabelecimento de ensino superior nacional e não o tenham concluído e os estudantes que tenham estado inscritos e matriculados em estabelecimento de ensino superior estrangeiro em curso definido como superior pela legislação do país em causa, que o tenham concluído ou não.


Calendário

Variante de Composição, Direcção e Formação Musical (1), e Variante de Execução
Prazo de candidatura: 19 de Fevereiro  a 9 de Março
Publicação dos conteúdos programáticos: 2 de Março
Provas específicas: 2 a 6 de Abril
Publicação dos resultados da prova: 16 de Abril
Prazo de reclamações: até 20 de Abril
Prazo de notificações das decisões: até 27 de Abril
Prova de conhecimentos Gerais de Música: dia 1 de Junho (Para os candidatos com avaliação positiva na Prova Específica):
(10.00 h às 12.00 h)- Formação Auditiva
(14.30 h 17.00 h)- Análise e História da Música
Publicação da lista de candidatos aprovados na PCGM: 18 de Junho
Prazo de reclamações: até 25 de Junho
Prazo de notificação das decisões: até 29 Junho
Prazo e entrega das fichas ENES (Exame Nacional do Ensino Secundário): até 31 de Julho (ficha original, para entrega nos serviços académicos ou por correio)
Publicação da lista final dos candidatos colocados: 5 de Setembro
Prazo de reclamações: 6 de Setembro
Prazo de notificação das decisões: até 7 de Setembro
Matrículas: 10 a 14 de Setembro
(1) Inclui o Ramo de Direcção de Orquestra de Sopros

Variante de Jazz
Prazo de candidatura: 19 de Fevereiro a 9 de Março
Publicação dos conteúdos programáticos: 2 de Março
Provas Específicas: 2 a 6 de Abril
Publicação dos Resultados: 16 de Abril
Prazo de Reclamações: até 20 de Abril
Prazo de Notificações: até 27 de Abril
Prazo e entrega das fichas ENES (Exame Nacional do Ensino Secundário): até 31 de Julho
Publicação da lista seriada dos candidatos admitidos: 5 de Setembro
Prazo de reclamações: 6 de Setembro
Prazo de notificação das decisões: até 7 de Setembro
Matrículas: 10 a 14 de Setembro

VAGAS - A publicar brevemente.


CONCURSO LOCAL DE ACESSO (REGIME GERAL)

1. REQUISITOS

Uma das condições de candidatura à matricula e inscrição no ensino superior é a titularidade das provas de ingresso que permitem avaliar a capacidade para a frequência do curso pretendido.
Para os estudantes titulares de um curso de ensino secundário português as provas de ingresso concretizam-se através da realização de exames finais nacionais do ensino secundário.
Para os estudante titulares de cursos não portugueses legalmente equivalentes ao ensino secundário português, as provas de ingresso podem ser substituidas por exames finais de disciplinas daqueles cursos, no termos do disposto no artigo 20.º -A do Decreto-Lei nº 296-A/98, de 25 de setembro, na sua redação atualizada pelo Decreto-Lei n.º90/2008, de 30 de maio.

Podem apresentar-se ao concurso de acesso à Licenciatura em Música os candidatos titulares de:
- Curso do ensino secundário (12º ano) com aprovação, em exame nacional, em uma das seguintes provas: Filosofia; Geometria Descritiva; História da Cultura e das Artes; Inglês; Matemática, Português.
Nota Importante:
Os alunos provenientes do ensino profissional com habilitação equivalente ao ensino secundário devem verificar, junto da Escola Secundária, onde irão realizar os exames nacionais, as condições necessárias para obterem a ficha ENES (exames nacionais do ensino secundário), único documento que certifica condições de acesso ao ensino superior público.

Documentos necessários para a candidatura:
- Documento comprovativo das classificações obtidas nos exames nacionais das disciplinas específicas exigidas para o acesso ao curso a que se candidata (Ficha ENES):
          . para os candidatos que tenham já exames válidos de anos anteriores;
          . para os candidatos que frequentam o 12º ano no presente ano letivo a entrega é feita no final do mês de Julho. Os candidatos que façam exames nacionais de segunda fase ou que estejam em processo de reapreciação dos exames nacionais devem efectuar a entrega da ficha ENES até 29 de Agosto.
- Declaração de frequência do 12º ano (só para candidatos que estão a frequentar o 12º ano);
- Requerimento de dispensa da realização das PCGM no caso de candidatos com hablitações musicais;
 Para quem se encontra em condições de ser dispensado da prova de conhecimentos gerais de música  é favor preencher o 
 Requerimento

- Cartão de Cidadão (frento e verso);
- Certificado de frequência ou de conclusão das habilitações musicais (para candidatos que apresentem requerimento de dispensa da realização das PCGM, para ser apresentado com a ficha ENES);
- 1 foto tipo passe (formato jpg).
Pagamento da candidatura para o concurso de acesso:
- € 82,00 (oitenta e dois euros)

-Entrega do original da ficha ENES, nos serviços académicos da ESML,ou por correio.


Nota Importante: O pagamento da candidatura não está está sujeito a reembolso em caso de desistência do candidato.

2. ELEMENTOS DE AVALIAÇÃO

A avaliação dos candidatos é efetuada através dos seguintes elementos:

2.1 Variante de Jazz
Prova Específica (Prova prática de instrumento).

2.2 Variante de Execução (todos os ramos), variante de Composição, Direcção Coral e Formação Musical, Direcção de Orquestra de Sopros
- Prova Específica;
- Prova de Conhecimentos Gerais de Música - Formação Auditiva, Análise e História da Música.

A classificação da Prova de Conhecimentos Gerais de Música é a media aritmética simples das classificações das duas partes que a integram, arredondada às unidades, considerando como unidade a fracção não inferior às cinco décimas. São aprovados os candidatos que obtenham nesta prova classificação igual ou superior a 8 valores, desde que não obtenham nota inferior a 5 valores em nenhuma das suas partes.

São dispensados das Provas de Conhecimentos Gerais de Música (Formação Auditiva e Análise e História da Música) os candidatos que tenham concluído ou estejam em condições de concluir até ao final deste ano lectivo (2017/18):
1) Cumulativamente o 8º grau de Formação Musical ou equivalente, o 3º ano de Análise e Técnicas de Composição ou equivalente, e o 3º ano de História da Música, História da Cultura e das Artes ou equivalente;
ou
2) Curso Secundário de Música, ou o Curso Secundário de Canto, ou o Curso Secundário de Canto Gregoriano ou um Curso Profissional de Música.
Deverão enviar o requerimento de dispensa
Os candidatos terão de apresentar os comprovativos de conclusão das disciplinas ou do curso. Para quem está a frequentar entrega no mesmo prazo de entrega das fichas ENES (Exame Nacional do Ensino Secundário):

3. SERIAÇÃO


A seriação dos candidatos à matrícula e inscrição no ciclo de estudos é realizada com base numa nota de candidatura.
A nota de candidatura é a resultante do cálculo, até às décimas, da seguinte expressão:
0,9xPe+0,1xHa
Em que: Pe= Classificação final da prova específica
Ha= Classificação final da habilitação com que se candidata (constante no ponto 8 da FICHA ENES)
A colocação dos candidatos nas vagas fixadas é feita por ordem decrescente da lista seriada elaborada.
O resultado final exprime-se através de uma das seguintes situações: colocado, não colocado, excluído.

CONCURSOS ESPECIAIS (Maiores de 23 anos, Titulares de Cursos Superiores )

O concurso especial abrange os estudantes que, cumulativamente:
_ Sejam maiores de 23 anos;
_ Não sejam titulares da habilitação de acesso ao ensino superior;
_ Sejam titulares das provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a sua frequência do ensino superior, realizadas nas Instituições de Ensino Superior;
_ Satisfaçam os pré-requisitos, quando exigidos pelo par instituição/curso pretendido.
Legislação:
. Concursos Especiais DL 113-2014
. Despacho n.º 4166/2015, de 24 de abril
. Maiores de 23 anos DL_64

 

MAIORES DE 23 ANOS

1. REQUISITOS

Podem apresentar-se ao concurso de acesso à Licenciatura em Música os candidatos maiores de 23 anos, de acordo com o Regulamento específico destas provas previstas no Decreto-Lei nº 64/2006, de 21 de Março.

O Concurso Especial de Acesso ao Ensino Superior para Maiores de 23 anos permite o ingresso no Ensino Superior a todos aqueles que tenham completado 23 anos até 31 de Dezembro do ano que antecede a realização do mesmo.
Este regime contempla os candidatos ao ensino superior, maiores de 23 anos, independentemente das habilitações académicas de que são titulares, desde que não detenham a habilitação de acesso, devendo entender-se por habilitação de acesso, ser titular da habilitação académica do curso de ensino secundário ou equivalente e a realização de prova de capacidade, ou seja, o 12º ano ou equivalente, só por si, não pode ser considerado habilitação de acesso ao ensino superior. De acordo com o regulamneto específico destas provas previstas no Decreto-Lei nº 64/2006, de 21 de Março, alterado pelo Decreto-Lei nº 113/2014, de 16 de Julho.

Documentos necessários para a candidatura:
- Documento comprovativo da titularidade da babilitação com que o estudante se candidata;
- Cartão de Cidadão (frento e verso);
- Curriculum Profissional e Académico;
- Carta de motivação ao curso (1 página A4)
- 1 foto tipo passe (formato jpeg)

Pagamento da candidatura para o concurso de acesso:
- Regulamento para maiores de 23 anos - 102,50 € (cento e dois euros e cinquenta cêntimos).

Nota Importante:
O pagamento da candidatura não está está sujeito a reembolso em caso de desistência do candidato.

2. ELEMENTOS DE AVALIAÇÃO

2.1 Variante de Jazz
1. Prova de Avaliação de Conhecimentos e Competências (Prova Específica)
2. Apreciação do currículo escolar e profissional do candidato
3. Entrevista

2.2 Variante de Execução (todos os ramos), variante de Composição, Direcção Coral e Formação Musical, Direcção de Orquestra de Sopros
1. Prova de Avaliação de Conhecimentos e Competências (Prova Específica e Prova de Conhecimentos Gerais de Música - Formação Auditiva, Análise e História da Música)
2. Apreciação do currículo escolar e profissional do candidato
3. Entrevista

A classificação da Prova de Conhecimentos Gerais de Música é a media aritmética simples das classificações das duas partes que a integram, arredondada às unidades, considerando como unidade a fracção não inferior às cinco décimas. São aprovados os candidatos que obtenham nesta prova classificação igual ou superior a 8 valores, desde que não obtenham nota inferior a 5 valores em nenhuma das suas partes.

A entrevista destina-se a esclarecer questões relativas ao currículo e à experiência profissional do candidato, bem como a sua disponibilidade para os cumprimentos das obrigações escolares; Avaliar as motivações apresentadas pelo candidato para a escolha do curso superior.

3. SERIAÇÃO

A seriação dos candidatos à matrícula e inscrição na Licenciatura em Música é realizada com base na nota de candidatura.
A nota de candidatura é a resultante do cálculo, até às décimas, da seguinte expressão:

NC = 0,8 x PE + 0,15 CV + 0,05 x E
em que:
NC = Nota de candidatura;
PE = Nota obtida na prova específica;
CV = Nota obtida na avaliação curricular;
E = Nota obtida na entrevista.

 

TITULARES DE CURSOS SUPERIORES

1. REQUISITOS

O concurso especial abrange os estudantes que sejam:
Titulares do grau de bacharel, licenciado, mestre ou doutor;
. Despacho n.º 4166/2015, de 24 de abril

Os estudantes que estejam abrangidos pelo estatuto do estudante internacional regulado pelo Decreto-Lei n.º 36/2014, de 10 de março, alterado pelo Decreto-Lei n.º 113/2014, de 16 de julho, não podem candidatar-se ao concurso.
.
Documentos necessários para a candidatura:
- Certificado de conclusão de Curso do estabelecimento de proveniência (português ou estrangeiro) com a respetiva classificação final;
- Fotocópia do Cartão de Cidadão (frente e verso), do Estado-membro da União Europeia, de proveniência do candidato ou passaporte com respetivo visto de estudo ou, quando aplicável, do atestado de residência temporária ou permanente;
- Requerimento de dispensa da realização das PCGM no caso de candidatos com habitações musicais;
Para quem se encontra em condições de ser dispensado da prova de conhecimentos gerais de música é favor preencher o Requerimento
- 1 foto (tipo passe).

Pagamento da candidatura para o concurso de acesso:
- Titulares de cursos superiores - 102,50 € (cento e dois euros e cinquenta cêntimos)
Nota Importante: O pagamento da candidatura não está está sujeito a reembolso em caso de desistência do candidato.

2. ELEMENTOS DE AVALIAÇÃO

A avaliação dos candidatos é efectuada através dos seguintes elementos:

2.1 Variante de Jazz
Prova Específica (Prova prática de instrumento/Voz)

2.2 Variantes de Execução (todos os ramos), variante de Composição, Direcção Coral e Formação Musical, Direcção de Orquestra de Sopros
- Prova Específica
- Prova de Conhecimentos Gerais de Música - Formação Auditiva, Análise e História da Música

A classificação da Prova de Conhecimentos Gerais de Música é a media aritmética simples das classificações das duas partes que a integram, arredondada às unidades, considerando como unidade a fracção não inferior às cinco décimas. São aprovados os candidatos que obtenham nesta prova classificação igual ou superior a 8 valores, desde que não obtenham nota inferior a 5 valores em nenhuma das suas partes.

São dispensados das Provas de Conhecimentos Gerais de Música (Formação Auditiva e Análise e História da Música) os candidatos que tenham concluído ou estejam em condições de concluir até ao final deste ano lectivo (2017/18):

1) Cumulativamente o 8º grau de Formação Musical ou equivalente, o 3º ano de Análise e Técnicas de Composição ou equivalente, e o 3º ano de História da Música, História da Cultura e das Artes ou equivalente;
ou
2) Curso Secundário de Música, ou o Curso Secundário de Canto, ou o Curso Secundário de Canto Gregoriano ou um Curso Profissional de Música.

Os candidatos terão de apresentar os comprovativos de conclusão das disciplinas ou do curso. Para quem está a frequentar entrega no mesmo prazo de entrega das fichas ENES (Exame Nacional do Ensino Secundário).

3. SERIAÇÃO

A seriação dos candidatos à matrícula e inscrição no ciclo de estudos é realizada com base numa nota de candidatura.
A nota de candidatura é a resultante do cálculo, até às décimas, da seguinte expressão: 0,9xPe+0,1xHa

Em que: Pe= Classificação final da prova específica
Ha= Classificação final da habilitação com que se candidata (Média final do Curso com o qual se candidata)

A colocação dos candidatos nas vagas fixadas é feita por ordem decrescente da lista seriada elaborada.
O resultado final exprime-se através de uma das seguintes situações: colocado, não colocado, excluído.

 

REGIME DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO NO ENSINO SUPERIOR

1. REQUISITOS

A mudança de par instituição/curso é o ato pelo qual um estudante se matricula e ou inscreve em par instituição/curso diferente daquele(s) em que, em anos letivos anteriores, realizou uma inscrição, podendo ter lugar com ou sem interrupção de matrícula e inscrição numa instituição de ensino superior.
A Portaria n.º 181-D/2015, de 19 de junho aprova o Regulamento dos Regimes Reingresso e de Mudança de Par Instituição/Curso no Ensino Superior, que se aplica às candidaturas destinadas à matrícula e ou inscrição no ano letivo de 2017 -2018, inclusive.
Podem requerer a mudança para um par instituição/curso os estudantes que:
a) Tenham estado matriculados e inscritos noutro par instituição/curso e não o tenham concluído;
b) Tenham realizado os exames nacionais do ensino secundário correspondentes às provas de ingresso fixadas para esse par, para esse ano, no âmbito do regime geral de acesso – os quais podem ter sido realizados em qualquer ano letivo;
c) Tenham, nesses exames, a classificação mínima exigida pela instituição de ensino superior, nesse ano, no âmbito do regime geral de acesso.
Este regime de mudança de par instituição/curso aplica-se igualmente aos estudantes que tenham estado matriculados e inscritos em instituição de ensino superior estrangeira em curso definido como superior pela legislação do país em causa, e não o tenham concluído.
A mudança de par instituição/curso técnico superior profissional, ou curso estrangeiro de nível correspondente não é permitida para ciclos de estudos de licenciatura ou ciclos de estudos integrados de mestrado.
No ano letivo em que o estudante tenha sido colocado em par instituição/curso de ensino superior ao abrigo de qualquer regime de acesso e ingresso e se tenha matriculado e inscrito, não é permitida a mudança de par instituição/curso.
Legislação:
Portaria nº 181-D/2015, de 19 junho

Despacho nº 2771/2017-ESML

Documentos necessários para a candidatura:
- Certidão das unidades curriculares realizadas no curso e estabelecimento de proveniência, com indicação das respetivas classificações e do número de (ECTS);
- Documento comprovativo das classificações obtidas nos exames nacionais das disciplinas específicas exigidas para o acesso ao curso a que se candidata (Ficha ENES);
- Cartão de Cidadão (frente e verso)
- Requerimento de dispensa da realização das PCGM no caso de candidatos com habitações musicais;
- 1 Foto (tipo passe)

Pagamento da candidatura para o concurso de acesso:
- Mudança de par instituição/curso curso - 61,50 € (sessenta e um euro e cinquenta cêntimos)
- Reingresso - 51,25€ (cinquenta e um e vinte cinco Cêntimos)
Nota: O pagamento da candidatura não está está sujeito a reembolso em caso de desistência do candidato

2. ELEMENTOS DE AVALIAÇÃO

A avaliação dos candidatos é efectuada através dos seguintes elementos, caso a caso:

2.1 Mudança de Par Instituição/Curso e Reingresso
2.1.1 Variante de Jazz
Prova Específica (Prova prática de instrumento)
2.1.2 Variante de Execução (todos os ramos), variante de Composição, Direcção Coral e Formação Musical, Direcção de Orquestra de Sopros
- Prova Específica
- Prova de Conhecimentos Gerais de Música - Formação Auditiva, Análise e História da Música

A classificação da Prova de Conhecimentos Gerais de Música é a media aritmética simples das classificações das duas partes que a integram, arredondada às unidades, considerando como unidade a fracção não inferior às cinco décimas. São aprovados os candidatos que obtenham nesta prova classificação igual ou superior a 8 valores, desde que não obtenham nota inferior a 5 valores em nenhuma das suas partes.

São dispensados das Provas de Conhecimentos Gerais de Música (Formação Auditiva e Análise e História da Música) os candidatos que tenham concluído ou estejam em condições de concluir até ao final deste ano lectivo (2017/18):

1) Cumulativamente o 8º grau de Formação Musical ou equivalente, o 3º ano de Análise e Técnicas de Composição ou equivalente, e o 3º ano de História da Música, História da Cultura e das Artes ou equivalente;
ou
2) Curso Secundário de Música, ou o Curso Secundário de Canto, ou o Curso Secundário de Canto Gregoriano ou um Curso Profissional de Música.

3. SERIAÇÃO

Os candidatos a mudança de par instituição/curso são seriados através da aplicação da seguinte fórmula:
CF= Ax0.75 + Bx0.25
onde:
CF - classificação final da candidatura;
A - classificação final obtida nas provas específicas dos concursos locais de acesso ao curso da ESML;
B - média aritmética das notas das unidades curriculares realizadas no curso frequentado anteriormente.

Os candidatos terão de apresentar os comprovativos de conclusão das disciplinas ou do curso. Para quem está a frequentar entrega no mesmo prazo de entrega das fichas ENES (Exame Nacional do Ensino Secundário).

2.2 Reingresso
(Para alunos que frequentaram a ESML)
O reingresso é o ato pelo qual um estudante, após uma interrupção dos estudos num determinado curso e instituição de ensino superior, se matricula na mesma instituição e se inscreve no mesmo curso ou em curso que lhe tenha sucedido.
Entende-se por “mesmo curso”, os cursos com idêntica designação e conduzindo à atribuição do mesmo grau ou os cursos com designações diferentes mas situados na mesma área científica, tendo objetivos semelhantes, ministrando uma formação científica similar e conduzindo:
_ À atribuição do mesmo grau;
_ À atribuição de grau diferente, quando tal resulte de um processo de modificação ou adequação entre um ciclo de estudos conducente ao grau de bacharel e um ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado ou entre um ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado e um ciclo de estudos integrado de mestrado.
Não tem limitações quantitativas, ou seja, não estão sujeitos a vagas.

Documentos necessários para a candidatura ao reingresso:
- Cartão de Cidadão (frente e verso)
- 1 Foto (tipo passe)

Pagamento da candidatura para o concurso de acesso:
- Reingresso - 51,25 € (cinquenta e um euros e vinte cinco cêntimos)

A seriação dos candidatos à matrícula e inscrição na Licenciatura em Música é realizada através dos resultados da PE (excepto no caso de reingresso).

 

 

ESTUDANTE INTERNACIONAL

CANDIDATURAS: de 19 de Fevereiro a 9 de Março 2018

O Estatuto do Estudante Internacional, aprovado em março de 2014, permite a um estudante que não tenha nacionalidade portuguesa ou da União Europeia ingressar num curso de licenciatura em instituições públicas e privadas portuguesas.

Quem está abrangido pelo Estatuto Internacional?

O Estatuto do Estudante Internacional estabelece que são por ele abrangidos todos os estudantes que não tenham nacionalidade portuguesa, excepto:

Os nacionais de um Estado membro da União Europeia;
Os que, não sendo nacionais de um estado membro da União Europeia, residam legalmente em Portugal há mais de dois anos, de forma ininterrupta, em 31 de agosto do ano em que pretendem ingressar no ensino superior, bem como os filhos que com eles residam legalmente;
Os que requeiram o ingresso no ensino superior através dos regimes especiais de acesso e ingresso regulados;
Os estudantes estrangeiros que se encontrem a frequentar uma instituição de ensino superior portuguesa no âmbito de um programa de mobilidade internacional para a realização de parte de um ciclo de estudos de uma instituição de ensino superior estrangeira com quem a instituição portuguesa tenha estabelecido acordo de intercâmbio com esse objetivo.

Quem pode candidatar-se ao Estatuto de Estudante Internacional?

Podem candidatar-se à matrícula e inscrição nos ciclos de estudos de licenciatura os estudantes internacionais:

Os titulares de um diploma do ensino secundário português;
Os titulares de um diploma de habilitação legalmente equivalente ao ensino secundário português. A equivalência deve ser atribuída por uma escola secundária ou pelos serviços competentes do Ministério da Educação, conforme o disposto no Decreto-Lei nº 227/2005, de 28 de dezembro;
Os titulares de uma qualificação que dê acesso ao ensino superior, entendida como qualquer diploma ou certificado emitido por uma autoridade competente que ateste a aprovação num programa de ensino e lhes confira o direito de se candidatar e poder ingressar no ensino superior no país em que foi conferido. A validação desta titularidade deve ser emitida pela entidade competente do país em que a qualificação foi obtida.

Quais são as condições de ingresso?
Apenas são admitidos a este concurso os estudantes internacionais que, cumulativamente:

Tenham qualificação académica específica nas áreas do saber requeridas para o ciclo de estudos a que se candidatam;
Tenham um nível de conhecimentos da língua portuguesa ou outra língua em que o ensino venha a ser ministrado (utilizador independente da língua portuguesa, correspondente ao nível B2, de acordo com o Quadro Europeu de referência para as línguas – QECRL);
Satisfaçam os pré-requisitos fixados para o ciclo de estudos em causa no âmbito do regime geral de acesso e ingresso no ensino superior;

Quais são os conhecimentos de português requeridos?

A frequência dos ciclos de estudo de licenciatura na ESML exige o que estudante seja um utilizador independente da língua portuguesa, correspondente ao nível B2”, de acordo com o Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas (QECRL).

Como posso candidatar-me?

A candidatura ao Estatuto de Estudante Internacional é realizada através do concurso especial de acesso e ingresso do estudante internacional.

  • Valor da propina para os cursos de Licenciatura (1º ciclo): 6.900€/ano
  • Taxa de inscrição: 102,50€
  • Seguro Escolar: 1,75€
  • Taxa de Matricula: 30 €

PROPINA: O valor da propina do estudante internacional (pago no ato da matricula e inscrição) é fixado pelo Conselho Geral do Instituto Politécnico de Lisboa, sob proposta do Presidente do IPL.

Documentos relacionados:

Estatuto do Estudante Internacional (Decreto-Lei nº36/2014, 10 de março)
Regulamento do concurso especial de acesso e ingresso do estudante internacional a ciclos de estudos de licenciatura no Politécnico de Lisboa

 

 

INFORMAÇÃO SOBRE O PROCESSO DE CANDIDATURA


Para efectuar o processo de candidatura o candidato deverá aceder ao CSSnet, a qual na instituição estará disponível através do endereço
https://portal.ipl.pt/esmlcssnet e clicar no menu candidaturas

Para iniciar o processo é necessário na página de entrada do CSSnet clicar no regime pretendido. Todos os candidatos têm de realizar o registo como utilizador da plataforma de candidaturas on-line.
Por forma a facilitar o processo de candidatura online, consulte Manual de Instruções:
Manual de instruções para a candidatura
ATENÇÃO: Antes de avançar com a candidatura verifique qual o regime que pretende, em caso de dúvida enviar email para - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Para quem se encontra em condições de ser dispensado da prova de conhecimentos gerais de música é favor preencher o Requerimento

A escolha do regime desde que reunidas as condições, é da responsabilidade do candidato. Não serão aceites pedidos de troca de regime após a formalização da candidatura. O pagamento da taxa de candidatura deverá ser realizado através da rede de Caixas Automáticas Multibanco, selecionando a operação pagamentos/pagamentos de serviços em euros. Introduza a entidade na tabela indicada, a referência MB (gerada automaticamente no momento que finaliza a candidatura) e o valor.


Para esclarecimento de qualquer dúvida, queira contactar os serviços académicos por e-mail ou telefone.

Investigação

cesem polo2

Actividades e Notícias