Acerca do processo de candidatura

 Email - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

 

Este Edital (2018/2019) contém  as informações necessárias para efectuar a sua candidatura à Licenciatura em Tecnologias da Música. Acreditado Preliminarmente A3ES 12-12-2011 CEF/0910/04752

Perguntas frequentes acerca dos diferentes regimes (não dispensa a consulta da legislação em vigor)

Quem pode concorrer à ESML no regime normal?


Podem apresentar-se ao concurso os candidatos que sejam titulares de curso do ensino secundário ou habilitação legalmente equivalente com aprovação, no exame nacional.

Tenho um curso superior, como poderei candidatar-me à licenciatura em Tecnologias da Música?


Por Concurso Especial (Titulares de Cursos Superiores ou maiores de 23 anos, dependendo dos casos), nas datas do Concurso Local de Acesso ao curso pretendido, efetuando as provas necessárias desse concurso.

Quem pode concorrer no regime dos maiores de 23?


O Concurso Especial de Acesso ao Ensino Superior para Maiores de 23 anos permite o ingresso no Ensino Superior a todos aqueles que tenham completado 23 anos até 31 de Dezembro do ano que antecede a realização do mesmo.
Este regime contempla os candidatos ao ensino superior, maiores de 23 anos, independentemente das habilitações académicas de que são titulares, desde que não detenham a habilitação de acesso, devendo entender-se por habilitação de acesso, ser titular da habilitação académica do curso de ensino secundário ou equivalente e a realização de prova de capacidade, ou seja, o 12º ano ou equivalente, só por si, não pode ser considerado habilitação de acesso ao ensino superior.

Poderei realizar a candidatura a um curso na ESML, não tendo o 12º ano e o Exame Nacional do Ensino Secundário?


Se tiver idade igual ou superior a 23 anos, poderá fazer as provas na nossa escola no concurso de provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos.

Interrompi os meus estudos de um curso de ensino superior. Que devo fazer para reingressar?


Podem requerer o reingresso os estudantes que tenham estado matriculados e inscritos no mesmo estabelecimento de ensino superior nacional no mesmo curso ou em curso que o tenha antecedido.
Para o efeito, deverá efectuar o requerimento de reingresso junto dos serviços académicos da instituição de ensino superior que frequentou.

Calendário

Prazo de candidatura:23 de abril a 23 de maio
Prova Escrita de Aptidão Científica (PAC): 8 de junho às 14.30h.
Publicação dos Resultados da PAC: 29 de junho
Entrevistas: 2 a 6 de julho
Publicação dos resultados finais: 16 de julho
Prazo de Reclamações: até 20 de julho
Prazo de notificação das decisões: 25 de julho
Prazo e entrega das fichas ENES (Exame Nacional do Ensino Secundário): até 31 de julho
Publicação da lista seriada dos candidatos admitidos:5 de setembro
Prazo de reclamações: 6 de setembro
Prazo de notificação das decisões: 7 de setembro
Matrículas: 10 a 14 de setembro

Prova de Aptidão Científica - Som

Prova Modelo

Bibliografia recomendada

Sound Engineering Explained, Second Edition - Michael Talbot-Smith

- Capítulos 1, 2, 7, 10

Acústica Musical – Luís Henrique

- Introdução, Capítulos 1, 3.15 a 3.20, 4.1 a 4.4, 22.1 a 22.4

Master Handbook of Acoustics - Alton Everest, Ken Pohlmann

- Capítulos 1, 2

Introdução à Engenharia de Som - Nuno Fonseca


Regime Geral (Concurso Local de Acesso)

1. REQUISITOS

Uma das condições de candidatura à matricula e inscrição no ensino superior é a titularidade das provas de ingresso que permitem avaliar a capacidade para a frequência do curso pretendido.
Para os estudantes titulares de um curso de ensino secundário português as provas de ingresso concretizam-se através da realização de exames finais nacionais do ensino secundário.
Para os estudante titulares de cursos não portugueses legalmente equivalentes ao ensino secundário português, as provas de ingresso podem ser substituidas por exames finais de disciplinas daqueles cursos, no termos do disposto no artigo 20.º -A do Decreto-Lei nº 296-A/98, de 25 de setembro, na sua redação atualizada pelo Decreto-Lei n.º90/2008, de 30 de maio.

Podem apresentar-se ao concurso de acesso à Licenciatura em Tecnologias da Música os candidatos titulares de:
- Curso do ensino secundário (12º ano) com aprovação, em exame nacional, em uma das seguintes provas: Filosofia; Geometria Descritiva; História da Cultura e das Artes; Inglês; Matemática e Português.

Nota Importante:
Os alunos dos cursos profissionais e dos cursos do ensino artístico especializado que concluíram o seu curso a partir do ano letivo 2012/2013 e dos cursos vocacionais, que pretendem aceder ao ensino superior têm de realizar o exame nacional de  português 639 e outro exame à sua escolha de entre os que são oferecidos para os vários cursos científico-humanísticos.
Caso tenha concluído o curso profissional ou o curso do ensino artístico especializado anteriormente ao ano letivo 2012/2013, apenas necessita de realizar os exames nacionais que sejam pedidos como provas de ingresso.

Caso tenhas concluído o curso profissional ou o curso do ensino artístico especializado anteriormente ao ano letivo de 2012/2013, apenas necessita de realizar os exames nacionais que sejam pedidos como provas de ingresso.

Documentos necessários para a candidatura:
- Ficha ENES (Exames Nacionais do Ensino Secundário);
- Declaração de frequência do 12º ano (só para candidatos que estão a frequentar o 12º ano);
- Fotocópia Cartão de Cidadão (para efeitos de candidatura)
- 1 foto (tipo passe)
Pagamento da candidatura para o concurso de acesso:
 - € 82.00 (oitenta e dois euros)
Nota: O pagamento da candidatura não está está sujeito a reembolso em caso de desistência do candidato.

2. ELEMENTOS DE AVALIAÇÃO

A avaliação dos candidatos é efectuada através dos seguintes elementos:
Prova de Aptidão Científica (Escrita).

Domínios sobre os quais incide a prova (ver prova modelo):
Som - conceitos gerais sobre som, áudio e acústica.
Matemática - álgebra, funções e gráficos, geometria analítica, trigonometria, funções exponenciais e logarítmicas, números complexos, limites e continuidade de funções.
Inglês - conhecimentos gerais de inglês incluindo termos técnicos relacionados com a área do curso.
Música - identificação de instrumentos e agrupamentos instrumentais; identificação do movimento sonoro de intervalos musicais; comentário crítico a um trecho musical com diferentes resultados sonoros na escuta.
Esta prova é eliminatória.
Entrevista/Prova Auditiva
É efectuada uma entrevista individual com prova auditiva aos candidatos aprovados na Prova de Aptidão Científica.
Critérios de avaliação da entrevista:
- Expectativas relativamente ao curso;
- Objetivos profissionais a atingir;
- Experiência em áreas relevantes;
- Motivação e interesse;
- Preparação de base;
- Disponibilidade.
A prova auditiva consta na reprodução entoada de uma melodia dada e na marcação da pulsação de base a partir da audição de um excerto musical.

3. SERIAÇÃO

A seriação dos candidatos à matrícula e inscrição na Licenciatura em Tecnologias da Música é realizada com base na nota de candidatura.
A nota de candidatura é a resultante do cálculo, até às décimas, da seguinte expressão:
NC = 0,7 x PAC + 0,1 x E + 0,1 x PA + 0,1 x HA
em que:
NC = Nota de candidatura;
PAC = Nota da Prova de Aptidão Científica;
E =  Nota da Entrevista;
PA = Nota da Prova Auditiva (realizada na entrevista)
HA = Classificação final da habilitação com que se candidata.
A colocação dos candidatos nas vagas fixadas é feita por ordem decrescente da lista seriada elaborada.
O resultado final exprime-se através de uma das seguintes situações: colocado, não colocado, excluído

CONCURSOS ESPECIAIS (Maiores de 23 anos, Titulares de Cursos Superiores )

O concurso especial abrange os estudantes que, cumulativamente:
_ Sejam maiores de 23 anos;
_ Não sejam titulares da habilitação de acesso ao ensino superior;
_ Sejam titulares das provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a sua frequência do ensino superior, realizadas nas Instituições de Ensino Superior;
_ Satisfaçam os pré-requisitos, quando exigidos pelo par instituição/curso pretendido.
Legislação:
. Concursos Especiais DL 113-2014
. Despacho n.º 4166/2015, de 24 de abril
. Maiores de 23 anos DL_64

 

Maiores de 23 anos

1. REQUISITOS

O Concurso Especial de Acesso ao Ensino Superior para Maiores de 23 anos permite o ingresso no Ensino Superior a todos aqueles que tenham completado 23 anos até 31 de Dezembro do ano que antecede a realização do mesmo.
Este regime contempla os candidatos ao ensino superior, maiores de 23 anos, independentemente das habilitações académicas de que são titulares, desde que não detenham a habilitação de acesso, devendo entender-se por habilitação de acesso, ser titular da habilitação académica do curso de ensino secundário ou equivalente e a realização de prova de capacidade, ou seja, o 12º ano ou equivalente, só por si, não pode ser considerado habilitação de acesso ao ensino superior. De acordo com o regulamento específico destas provas previstas no Decreto-Lei nº 64/2006, de 21 de Março, alterado pelo Decreto-Lei nº 113/2014, de 16 de Julho.
Documentos necessários para a candidatura:
- Comprovativo das habilitações;
- Cartão de Cidadão/B.I. e nº contribuinte;
- Curriculum Profissional e Académico;
- Texto justificativo de candidatura (uma página A4);
- 1 foto (tipo passe).

Pagamento da candidatura para o concurso de acesso:
- Regulamento para maiores de 23 anos - 102,5 € (cento e dois euros e cinquenta cêntimos)
Nota: O pagamento da candidatura não está está sujeito a reembolso em caso de desistência do candidato.

2. ELEMENTOS DE AVALIAÇÃO

A avaliação dos candidatos é efetuada através dos seguintes elementos:
Prova de Aptidão Científica (Escrita).
Domínios sobre os quais incide a prova (ver prova modelo):
Som - conceitos gerais sobre som, áudio e acústica.
Matemática - álgebra, funções e gráficos, geometria analítica, trigonometria, funções exponenciais e logarítmicas, números complexos, limites e continuidade de funções.
Inglês - conhecimentos gerais de inglês incluindo termos técnicos relacionados com a área do curso.
Música - identificação de instrumentos e agrupamentos instrumentais; identificação do movimento sonoro de intervalos musicais; comentário crítico a um trecho musical com diferentes resultados sonoros na escuta.

Entrevista/Prova Auditiva
É efectuada uma entrevista individual com prova auditiva aos candidatos.
Critérios de avaliação da entrevista:
- Expectativas relativamente ao curso;
- Objetivos profissionais a atingir;
- Experiência e áreas relevantes;
- Motivação e interesse;
- Preparação de base;
- Disponibilidade.
A prova auditiva consta na reprodução entoada de uma melodia dada e na marcação da pulsação de base a partir de um excerto musical.
Análise curricular.
São analisados os currículos académicos e profissionais dos candidatos.

3. SERIAÇÃO

A seriação dos candidatos à matrícula e inscrição na Licenciatura em Tecnologias da Música é realizada com base na nota de candidatura.
A nota de candidatura é a resultante do cálculo, até às décimas, da seguinte expressão:
NC = 0,7 x PAC + 0,15 x CV + 0,1 x PA + 0,05 x E
em que:
NC = Nota de candidatura;
PAC = Nota obtida na prova de aptidão científica;
CV = Nota obtida na avaliação curricular;
PA = Nota obtida na Prova Auditiva (realizada na entrevista);
E = Nota obtida na entrevista.
A colocação dos candidatos nas vagas fixadas é feita por ordem decrescente da lista seriada elaborada.
O resultado final exprime-se através de uma das seguintes situações: colocado, não colocado, excluído.

Regime de Reingresso e de Mudança de Par Institutição/Curso no Ensino Superior

1. REQUISITOS

A mudança de par instituição/curso é o ato pelo qual um estudante se matricula e ou inscreve em par instituição/curso diferente daquele(s) em que, em anos letivos anteriores, realizou uma inscrição, podendo ter lugar com ou sem interrupção de matrícula e inscrição numa instituição de ensino superior.
A Portaria n.º 181-D/2015, de 19 de junho aprova o Regulamento dos Regimes Reingresso e de Mudança de Par Instituição/Curso no Ensino Superior, que se aplica às candidaturasdestinadas à matrícula e ou inscrição no ano letivo de 2018 -2019, inclusive.
Podem requerer a mudança para um par instituição/curso os estudantes que:
a) Tenham estado matriculados e inscritos noutro par instituição/curso e não o tenham concluído;
b) Tenham realizado os exames nacionais do ensino secundário correspondentes às provas de ingresso fixadas para esse par, para esse ano, no âmbito do regime geral de acesso – os quais podem ter sido realizados em qualquer ano letivo;
c) Tenham, nesses exames, a classificação mínima exigida pela instituição de ensino superior, nesse ano, no âmbito do regime geral de acesso.
Este regime de mudança de par instituição/curso aplica-se igualmente aos estudantes que tenham estado matriculados e inscritos em instituição de ensino superior estrangeira em curso definido como superior pela legislação do país em causa, e não o tenham concluído.
A mudança de par instituição/curso técnico superior profissional, ou curso estrangeiro de nível correspondente não é permitida para ciclos de estudos de licenciatura ou ciclos de estudos integrados de mestrado.
No ano letivo em que o estudante tenha sido colocado em par instituição/curso de ensino superior ao abrigo de qualquer regime de acesso e ingresso e se tenha matriculado e inscrito, não é permitida a mudança de par instituição/curso.
Legislação:
Portaria nº 181-D/2015, de 19 junho

Despacho nº 2771/2017 - ESML

Documentos necessários para a candidatura:
- Certidão das unidades curriculares realizadas no curso, estabelecimento de proveniência,com classificação das resptivas classificações e do número de (ECTS);
- Documento comprovativo das classificações obtidas nos exames nacionais das disciplinas específicas exigidas para o acesso ao curso a que se candidata (Ficha ENES);
- Cartão de Cidadão (para efeitos de candidatura)
- Curriculum Profissional e Académico;
- Texto justificativo de candidatura (uma página A4);
- 1 foto (tipo passe)

Pagamento da candidatura para o concurso de acesso:
- Mudança de par instituição/curso e reingresso - 61,50 € (sessenta e um euro e cinquenta cêntimos)
Nota: O pagamento da candidatura não está está sujeito a reembolso em caso de desistência do candidato.

2. ELEMENTOS DE AVALIAÇÃO

2.1 A avaliação dos candidatos é efectuada através dos seguintes elementos:
Prova de Aptidão Científica (Escrita)
Domínios sobre os quais incide a prova (ver prova modelo):
Som - conceitos gerais sobre som, áudio e acústica.
Matemática - álgebra, funções e gráficos, geometria analítica, trigonometria, funções exponenciais e logarítmicas, números complexos, limites e continuidade de funções.
Inglês - conhecimentos gerais de inglês incluindo termos técnicos relacionados com a área do curso.
Música - identificação de instrumentos e agrupamentos instrumentais; identificação do movimento sonoro de intervalos musicais; comentário crítico a um trecho musical com diferentes resultados sonoros na escuta.

Esta prova é eliminatória.
Entrevista/Prova Auditiva
É efectuada uma entrevista individual com prova auditiva aos candidatos aprovados na Prova de Aptidão Científica.

Critérios de avaliação da entrevista:
Experiência em áreas relevantes.
- Preparação de base;
- Motivação e interesse;
- Expectativas relativamente ao curso;
- Disponibilidade;
- Objectivos profissionais a atingir;
- Experiência em áreas relevantes.

A prova auditiva consta na reprodução entoada de uma melodia dada e na marcação da pulsação de base a partir da audição de um excerto musical.
Análise curricular
São analisados os currículos académicos e profissionais dos candidatos.

3. SERIAÇÃO

Os candidatos a mudança de par instituição/curso são seriados através da aplicação da seguinte fórmula:
CF= Ax0.75 + Bx0.25
onde:
CF - classificação final da candidatura;
A - classificação final obtida nas provas específicas dos concursos locais de acesso ao curso da ESML;
B - média aritmética das notas das unidades curriculares realizadas no curso frequentado anteriormente.

A nota das provas específicas (PE) é obtida através da análise de todos os elementos de avaliação:
Prova de Aptidão Científica;
Entrevista;
Análise curricular.
PE = 0,7 x PAC + 0,15 x AC + 0,1 x PA + 0,05 x E
em que:
PE = Nota das provas específicas;
PAC = Nota da Prova de Aptidão Científica;
AC = Classificação atribuída na Análise Curricular;
PA = Nota da Prova Auditiva (realizada na entrevista);
E = Nota da Entrevista.
A colocação dos candidatos nas vagas fixadas é feita por ordem decrescente da lista seriada elaborada.
O resultado final exprime-se através de uma das seguintes situações: colocado, não colocado, excluído.

3.1 Reingresso
O regime de reingresso não tem limitações qualitativas pelo que não esta sujeito às provas referidas e a vagas.

Informação sobre o processo de Candidatura

Para efectuar o processo de candidatura o candidato deverá aceder ao CSSnet, a qual na institutição estará disponível através do
endereço: https://portal.ipl.pt/esml-cssnet e clicar no menu candidaturas

Para iniciar o processo é necessário na página de entrada do CSSnet clicar no regime pretendido. Todos os candidatos têm de realizar o registo como utilizador da plataforma de candidaturas on-line.

O pagamento da taxa de candidatura deverá ser realizado através da rede de Caixas Automáticas Multibanco, selecionando a operação pagamentos/pagamentos de serviços em euros. Introduza a entidade na tabela indicada, a referência MB (gerada automaticamente no momento que finaliza a candidatura) e o valor.

Para qualquer dúvida é favor contactar através do e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou para os seguintes nºs 210464800 ou 210464833 (no horário de atendimento dos serviços).

Tutorial explicativo CSSnet
A escolha do regime desde que reunidas as condições necessárias, é da responsabilidade do candidato.. Não serão aceites pedidos de troca de regime após a formalização da candidatura.

A licenciatura em Tecnologias da Música funciona em Regime Pós Laboral.

Provas Modelo

PAC _ Prova modelo

Investigação

cesem polo2

Actividades e Notícias