Ana Castanhito iniciou os seus estudos musicais na Escola de Música do Conservatório Nacional aos 13 anos, na classe de harpa da professora Clotilde Rosa. Sete anos depois, terminou o oitavo grau com nota máxima, na classe da professora Andreia Marques.

Foi depois estudar no Royal College of Music, em Londres, com o harpista Ieuan Jones. Como harpista da orquestra sinfónica e da sinfonietta do Royal College of Music, a Ana teve oportunidade de trabalhar com maestros como Vladimir Ashkenazi, Esa-Pekka Salonen, Leif Segerstam, Peter Stark e John Wilson.
Agora em Portugal, a Ana colabora regularmente com a Orquestra Gulbenkian, Orquestra Sinfónica Portuguesa, Orquestra Metropolitana, Sinfonietta de Lisboa, Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, OrchestrUtopica, entre outros. Participou na tourné internacional da Orquestra Gulbenkian, com quem se apresentou em Paris, Madrid, Oviedo e Murcia.

Da sua actividade performativa a solo destacam-se as apresentações com o Coro Infantil da Universidade de Lisboa da obra Ceremony of Carols, de Benjamin Britten, e os Concertos para Bebés (projecto de Paulo Lameiro).
É membro efectivo do Grupo de Música Contemporânea de Lisboa desde 2010, com quem gravou em 2012 o CD duplo Caminhos de Orfeu, e com quem apresenta estreias absolutas de compositores portugueses contemporâneos. Apresenta-se regularmente com o GMCL nos principais palcos nacionais (Casa da Música, Culturgest, Teatro Municipal de S. Luiz, entre outros), e levou recentemente a música de alguns compositores portugueses ao público italiano, no Festival Internacional de Trieste.
Terminou em 2012 o mestrado em instrumento e ensino da música na Escola Superior de Música de Lisboa, tendo a sua dissertação em estética musical obtido a classificação de 19 valores.

A Ana é actualmente professora de harpa na Escola de Música do Conservatório Nacional e na Escola Superior de Música de Lisboa.