John Chowning + Maureen Chowning na ESML

Dados do Evento

Data:
terça, 20 fevereiro 2018
Hora:
11:00
Local:
Pequeno Auditório da ESML
Participante(s):

John Chowning,  Maureen Chowning

John Chowning + Maureen Chowning na ESML
16 Fev.
2018

No dia 20 de Fevereiro pelas 11:00 o compositor John Chowning estará na Escola Superior de Música para apresentar o seu trabalho, juntamente com a soprano Maureen Chowning.

 

John Chowning (Salem - New Jersey, 1934), simultaneamente investigador e compositor, estudou composição em Paris com Nadia Boulanger, doutorando-se mais tarde em composição na Universidade de Stanford, onde estudou com Leland Smith. Com a colaboração de Max Mathews e David Poole, desenvolveu em 1964 um programa informático para geração de sons electrónicos utilizando o computador do laboratório de inteligência artificial de Stanford, e que foi a primeira implementação jamais realizada de um sistema informático-musical.
Em 1967, John Chowning descobre a síntese sonora por Modulação de Frequência, método que viria a popularizar-se mundialmente com a sua aplicação no sintetizador FM DX7 da Yamaha.
John Chowning recebeu diversas encomendas e bolsas de inúmeras instituições americanas e europeias, tendo desenvolvido o seu trabalho nos mais importantes centros de música electrónica.
Ensinou composição e síntese electrónica na Universidade de Stanford e foi fundador do CCRMA (Center for Computer Research in Music and Acoustics). Em 1992, John Chowning recebeu a Osgood Hooker Professorship para Belas Artes, na Universidade de Standford e, em 2002, um Doutoramento Honoris Causa pela Universitée de la Méditerranée.

A soprano de coloratura Maureen Chowning estudou nos Conservatórios de Música de Boston e New England antes de se mudar para a área da Baía de São Francisco. Apresentou-se em concerto no Reino Unido, Canadá, Polónia e Japão, bem como no Festival Internacional de Música Electrónica de Bourges, França, onde fez a estreia mundial de "Solemn Songs for Evening”, de Richard Boulanger, em 1990 e, em 1997, estreou "Sea Songs”, de Dexter Morrill. Fez igualmente a estreia de "Three Spanish Songs”, de Joanne Carey, tendo realizado uma digressão que passou pela Polónia, Hong Kong, Vancouver e México, com o compositor.
Em março de 2005, realizou a estreia mundial de "Voices", composta para ela por John Chowning, para sons gerador por computador e soprano solo, na Maison de Radio, em Paris e, em março de 2006, a estreia nos EUA como parte de uma série de concertos da Orquestra Sinfónica de Berkeley. Além disso, Maureen Chowning interpretou "Oscura”, de Jean-Claude Risset, em Buenos Aires, Quito e CCRMA, Universidade de Stanford.
É conhecida pela sua capacidade especial de cantar confortavelmente em afinações alternativas, como a escala Pierce, e numa grande variedade de estilos. O seu repertório varia entre os oratórios de Handel, papéis de ópera, como a "Rainha da Noite" da "Flauta mágica" de Mozart, e música contemporânea, incluindo obras de Schoenberg, Qui Dong, Servio Marin e Atau Tanaka.
Maureen Chowning mantém um estúdio privado para instrução vocal à 27 anos e é bastante activa, orientando masterclasses por todo o mundo.

Apoio www.artenotempo.pt

AnT logopreto

Actividades e Notícias

Investigação

cesem polo2